1949

No Brasil

1º, 4 e 7 de abril. Três recitais de Gyorgy Sándor no Theatro Municipal do Rio de Janeiro.

19 de abril. 1ª audição na América do Sul do 3º Concerto para piano e orquestra de Bela Bártok, solado por Gyorgy Sandor, com orquestra regida por Francisco Mignone. Theatro Municipal do Rio de Janeiro.
 
22 e 27 de abril. Dois recitais de Magdalena Tagliaferro no Theatro Municipal do Rio de Janeiro.
 
3 e 6 de maio. Dois recitais do pianista russo Nikita Magaloff no Theatro Municipal do Rio de Janeiro.
 
17 de maio. Recital de Friedrich Gulda no Theatro Municipal do Rio de Janeiro.
 
27 de maio. Recital de Claudio Arrau no Theatro Municipal do Rio de Janeiro.
 
2 e 7 de julho. Dois recitais de Miécio Horszowski no Theatro Municipal do Rio de Janeiro.
 
8 e 10 de outubro. Dois recitais de Wilhelm Kempff no Theatro Municipal do Rio de Janeiro.
 
11, 14, 18 e 21 de outubro. Quatro recitais de Walter Gieseking no Theatro Municipal do Rio de Janeiro.
 
29 de agosto. Estreia de Homenagem a Chopin, de Villa-Lobos, por Arnaldo Estrella.
 
12 de outubro. Estreia do 11º vol. do Guia Prático, de Villa-Lobos, por Noemi Bittencourt, no Rio de Janeiro.

10 de novembro. Realização do Concurso Chopin de Gravações (por ocasião do centenário do compositor polonês), no Rio de Janeiro, patrocinado pelo Correio da Manhã e promovido pela gravadora Continental. Participaram do concurso 29 pianistas, que realizaram gravações não-comerciais (em 78-RPM) da 4ª Balada de Chopin exclusivamente para a ocasião. 1º lugar: Lucy Salles; 2º lugar: Lidia Simões. Juri: Fructuoso Vianna, Andrade Muricy e Ayres de Andrade. O 1º prêmio consistiu em 30.000 cruzeiros (metade doada pelo Correio da Manhã e metade pela Continental), além da realização de uma nova gravação da 4ª Balada, que foi lançada comercialmente no 78-RPM Continental 30113.

20 de dezembro. Estreia brasileira da Rapsódia sobre um tema de Paganini, de Rachmaninoff, pela pianista Noemi Bittencourt, com a Orquestra Sinfônica Brasileira sob regência de Eleazar de Carvalho, no Theatro Municipal do Rio de Janeiro.

No mundo

Oriano de Almeida e Carmen Vitis Adnet são finalistas com diploma de distinção, embora não-classificados, no Concurso Internacional Chopin, em Varsóvia, Polônia. Ficaram empatados em 1º lugar a polonesa Halina Czerny-Stefańska e a russa Bella Dawidowitsch.