1965

No Brasil

Pianistas ganhadores do prêmio APCA 1965 (Associação Paulista de Críticos de Artes): Agnes Klein (categoria "Solista"), Nelson Freire (categoria "Recitalista"), Amaral Vieira (categoria "Revelação"). A obra "Seresta", para piano e orquestra câmara, de Camargo Guarnieri, foi premiada na categoria "Obra de câmara", e o LP "Antologia de autores nacionais" (Eny da Rocha, piano), foi premiado na categoria "Disco de música brasileira".

Realização do IV Concurso Internacional de Piano do Rio de Janeiro.

7 de abril. Recital de Sequeira Costa pela Sociedade de Cultura Artística de São Paulo.

23 de abril. Recital de Caio Pagano pela Sociedade de Cultura Artística de São Paulo.

3 de maio. Recital de György Sándor no Theatro Municipal do Rio de Janeiro.
 
6 de maio. Recital de Jacques Klein no Theatro Municipal do Rio de Janeiro.

27 de maio. Concerto da Orquestra Pró-Música de São Paulo sob regência de Diogo Pacheco, tendo como solista Sebastian Benda, pela Sociedade de Cultura Artística de São Paulo.

8 de junho. Recital de Louise Parker (contralto) e Fritz Jank (piano) pela Sociedade de Cultura Artística de São Paulo.
 
9 de junho. Recital do pianista alemão Hans Richter-Haaser no Theatro Municipal do Rio de Janeiro.
 
12 de julho. Recital do pianista francês Dominique Merlet no Theatro Municipal do Rio de Janeiro.
 
7 e 14 de agosto. Dois recitais de Arthur Moreira Lima no Theatro Municipal do Rio de Janeiro.

12 de agosto. Recital de Ruggero Ricci (violino) e Fritz Jank (piano) pela Sociedade de Cultura Artística de São Paulo.
 
9 de agosto. Recital de Magdalena Tagliaferro no Theatro Municipal do Rio de Janeiro.

11 de agosto. Recital do pianista austríaco Hans Graf no Theatro Municipal do Rio de Janeiro.
 
12 de agosto. Recital de Guiomar Novaes no Theatro Municipal do Rio de Janeiro.

20 de agosto. Recital de Guiomar Novaes pela Sociedade de Cultura Artística de São Paulo.

31 de agosto. Recital de MaIcolm Frager pela Sociedade de Cultura Artística de São Paulo.

21 de setembro Concerto da Orquestra Pró-Música de São Paulo sob regência de Diogo Pacheco, tendo como solista Yara Bernette, pela Sociedade de Cultura Artística de São Paulo.

5 de novembro. Estreia da Seresta para piano e orquestra de Camargo Guarnieri, com Anna Stella Schic como solista da Orquestra Pró-Música de São Paulo sob regência de Roberto Schnorremberg, Theatro Municipal de São Paulo.

1º de dezembro. Inauguração da Sala Cecília Meireles (RJ). Nelson Freire toca o Concerto nº 2 de Brahms com a Orquestra do Teatro Municipal, sob a regência de Mário Tavares.

No mundo

Estreia da Paulistana No.3, de Claudio Santoro, por Anna Stella Schic em Helsinki, Finlândia.

Arthur Moreira Lima fica em 2º lugar no Concurso Internacional de Piano Chopin, em Varsóvia, Polônia, criado em 1927. O 1º prêmio foi da argentina Martha Argerich.

João Carlos de Assis Brasil fica em 3º lugar no Concurso Internacional Beethoven, em Viena, Áustria. O 1º prêmio foi da americana Lois Carole Pachucki.

9 de maio. Vladimir Horowitz retorna aos palcos com um recital histórico no Carnegie Hall, em Nova York, após 12 anos sem se apresentar em público. No repertório, obras de Bach-Busoni, Schumann (Fantasia Op.17), Scriabin (Sonata No.9), Chopin, Debussy, e Moszkowski.