1980

No Brasil

Pianistas ganhadores do prêmio APCA 1980 (Associação Paulista de Críticos de Artes): José Eduardo Martins (categoria "Recitalista"), César Camargo Mariano (categoria "Teclados", em ´"Música popular").

21 de fevereiro. Falece o pianista Arnaldo Estrella.

10 de abril. Recital de Fernando Lopes com obras de Chopin (os 24 Estudos). Auditório do IBAM, Rio de Janeiro. [acesse aqui o programa da temporada completa] 

12 de abril. Arthur Moreira Lima sola o Concerto No.1 de Chopin com a Orquestra Sinfônica do Teatro Nacional Claudio Santoro (então chamada Orquestra Sinfônica do Teatro Nacional de Brasília), sob regência de Claudio Santoro. Cine Brasília.

17 de maio. Concerto da Orquestra Sinfônica Brasileira sob regência de George Mester, tendo como solista Roberto Szidon. TMRJ. 

18 de maio. Concerto No.1 de Liszt é solado por pianista não-identificado, com a Orquestra Sinfônica do Teatro Nacional Claudio Santoro (então chamada Orquestra Sinfônica do Teatro Nacional de Brasília), sob regência de Claudio Santoro. Cine Brasília.

21 de maio. Recital de Caio Pagano pela Sociedade de Cultura Artística de São Paulo.

21 de maio. Concerto da Orquestra Sinfônica Brasileira sob regência de Isaac Karabtchevsky, tendo como solista Byron Janis. TMRJ.

4 de maio. Concerto da Orquestra Sinfônica Brasileira sob regência de Isaac Karabtchevsky, tendo como solista Byron Janis. TMRJ.

6 de maio. Recital do Trio Brasileiro, formado por Gilberto Tinetti (piano), Watson Clis (violino) e Erich Lehninger (violoncelo), com obras de Mozart (Trio K. 502), Radamés Gnattali (Trio miniatura), Schubert (Trio Op.100). Auditório do IBAM, Rio de Janeiro. [acesse aqui o programa da temporada completa] 

8 de maio. Recital da Camerata Carioca, formada por Radamés Gnattali (piano), Joel Nascimento (bandolim), João Pedro Borges (violão 6 cordas), Maurício Carrilho (violão 6 cordas), Luiz Otávio Braga (violão 7 cordas), Henrique Cazes (cavaquinho), com obras de Pixinguinha, Henrique Alves de Mesquita, Radamés Gnattali (Suíte retratos completa). Radamés interpretou ao piano solo Fon-fon! de Ernesto Nazareth e Canhoto de sua autoria; e interpretou, junto com a Camerata obras de Ernesto Nazareth (Batuque), Anacleto de Medeiros (Jubileu), Jacob do Bandolim (O vôo da mosca, Vibrações e Gostosinho) e Pixinguinha (5 músicas). Todos os arranjos são de Radamés Gnattali. Auditório do IBAM, Rio de Janeiro. [acesse aqui o programa da temporada completa] 

20 de maio. Recital de Ney Salgado com obras de Brahms, Fantasia, Debussy (3 Prelúdios), Messiaen, Claudio Santoro (Sonata-Fantasia No.4 e Prelúdios No.1, No.2, No.4 e No.10), . Auditório do IBAM, Rio de Janeiro. [acesse aqui o programa da temporada completa] 

22 de maio. Recital do Duo Ayrton Pinto (violino) e Pietro Maranca (piano) com obras de Camargo Guarnieri (Encantamento), Villa-Lobos (A lenda do caboclo), Francisco Chiaffitelli (Cantarolando), Kreisler (5 peças), Wagner-Wilhelmj, Chopin-Milstein, Brahms-Heifetz, Godowsky-Heifetz, Drigo-Heifetz, Flausino Valle-Heifetz, Wieniawski, Sarasate. Auditório do IBAM, Rio de Janeiro. [acesse aqui o programa da temporada completa] 

29 de maio. Recital de Arthur Moreira Lima com obras de Chopin (18 Noturnos). Auditório do IBAM, Rio de Janeiro. [acesse aqui o programa da temporada completa] 

31 de maio. Nelson Freire sola o Concerto No.4 de Beethoven, e talvez Exoflora, de Almeida Prado, com a Orquestra Sinfônica Brasileira sob regência de Isaac Karabtchevsky. TMRJ. [acesse aqui o programa]

2 de junho. Recital de Arthur Moreira Lima com obras de Villa-Lobos (Impressões seresteiras e Valsa da dor), Ernesto Nazareth (6 peças), Chopin (6 Noturnos). No mesmo recital, Marco Delestre (contrabaixo) e Arthur Moreira Lima (piano) interpretaram o Concerto Op.3 para contrabaixo e piano, de S. Koussevitzky. Auditório do Jockey Club Brasileiro, Rio de Janeiro. [acesse aqui o programa]

3 de junho. Recital de Amadeu Salles (clarineta) e Luiz Graciliano Salles (piano) com obras de Schumann (Peças fantásticas Op.73), Debussy (Primeira rapsódia), Brahms (Sonata Op.120 No.1), Osvaldo Lacerda (Variações sobre uma velha modinha). Auditório do IBAM, Rio de Janeiro. [acesse aqui o programa da temporada completa] 

4 de junho. Recital de Jean Louis Steuerman com obras de Franck, Claudio Santoro e Schumann. Teatro Rio do Planetário (antiga Sala Nicolau Copérnico), Planetário, Rio de Janeiro.

4 de junho. Recital de John Vallier com obras de Chopin. Sala Cecilia Meireles, Rio de Janeiro.

6 de junho. Recital de Paulo Affonso de Moura Ferreira com obras de Kodaly, Ernst Mahle, Guerra-Peixe, Almeida Prado, Luciuk, entre outros. Sala Cecilia Meireles, Rio de Janeiro.

7 de junho. Arthur Moreira Lima sola o Concerto de Schumann com a Orquestra Sinfônica Brasileira sob regência de Piero Gambá. TMRJ.

10 de junho. Recital do Trio Ilze Trindade (piano) - Michel Bessler (violino) - Márcio Malard (violoncelo), com obras de Haydn (Trio No.1), Beethoven (Trio Op.11), Brahms (Trio Op.101). Auditório do IBAM, Rio de Janeiro. [acesse aqui o programa da temporada completa] 

11 de junho. Recital de Eliane Sampaio (canto) e Miguel Proença (piano). Teatro Rio do Planetário (antiga Sala Nicolau Copérnico), Planetário, Rio de Janeiro.

12 de junho. Recital de Norton Morozowicz (flauta) e Homero de Magalhães (piano) com obras de J. S. Bach (Sonata em si menor), Fauré, Godard, Satie, Ernst Mahle (Sonatina (1976)), Pattapio Silva (Mazurca), Joaquim Callado (Lundu característico), Beethoven (Sonata em si bemol maior). Auditório do IBAM, Rio de Janeiro. [acesse aqui o programa da temporada completa] 

13 de junho. Recital de José Carlos Cocarelli com obras de Lorenzo Fernandez (Valsa suburbana), Mozart (Sonata No.18), Liszt, Brahms (Sonata No.3). Auditório da Sondotécnica, Rio de Janeiro. [acesse aqui o programa]

14 de junho. Concerto da Orquestra Sinfônica Brasileira sob regência de Isaac Karabtchevsky, tendo como solista Rafael Orozco. TMRJ.

14 de junho. Nelson Freire sola o Concerto No.4 de Beethoven com a Orquestra Sinfônica do Teatro Nacional Claudio Santoro (então chamada Orquestra Sinfônica do Teatro Nacional de Brasília), sob regência de Claudio Santoro. Cine Brasília, Brasília.

16 de junho. Miriam Ramos sola o Concerto em ré menor para piano e orquestra de José Siqueira com a Orquestra de Câmara do Brasil sob regência de José Siqueira. Sala Cecilia Meireles, Rio de Janeiro.

24 de junho. Recital de Nice Rissone (canto) e Vânia Dantas Leite (piano) com obras Flavio Oliveira (Quando olhos e mãos, para piano preparado), Vânia Dantas Leite (Ajour amô, para voz e fita; e Dasvidana, para teclados, fita e voz), José Maria das Neves (Composição, para teclado e fita), Willy Corrêa de Oliveira (Claviharpsicravo cembalochord, para cravo amplificado), Koelereutter (Mudai, para voz solo; e Três peças para piano solo), Sandra Lobato e Tim Rescala (então referido comoLuís Augusto Rescala) (Tavetactil, para voz e gravação). Auditório do IBAM, Rio de Janeiro. [acesse aqui o programa da temporada completa] 

25 de junho. Recital do Trio Brasileiro, formado por Gilberto Tinetti (piano), Watson Clis (violino) e Erich Lehninger (violoncelo). Teatro Rio do Planetário (antiga Sala Nicolau Copérnico), Planetário, Rio de Janeiro.

26 de junho. Concerto da Orquestra Sinfônica Brasileira sob regência de Henrique Morelenbaum, tendo como solista Jacques Klein. TMRJ.

30 de junho. Recital de Roney Carlos Vivian Stella (trombone) e Caio Pagano (piano). Auditório do Jockey Club Brasileiro, Rio de Janeiro.

5 de julho. Concerto da Orquestra Sinfônica Brasileira sob regência de Henrique Morelenbaum, tendo como solista Jacques Klein. TMRJ.

10 de julho. Concerto da Orquestra Sinfônica Brasileira sob regência Alceo Bocchino, tendo como solista Nelson Freire. TMRJ.

26 de julho. Fany Solter sola Intermitências (provavelmente No.2 ou No.3) de Claudio Santoro, e o Tema e variações - Os quatro temperamentos de Hindemith, com a Orquestra Sinfônica do Teatro Nacional Claudio Santoro (então chamada Orquestra Sinfônica do Teatro Nacional de Brasília), sob regência de Claudio Santoro. Cine Brasília.

28 de julho. Concerto da Orquestra Sinfônica Brasileira sob regência de Alceo Bocchino, tendo como solista Arnaldo Cohen. TMRJ. 

5 de agosto. Recital de Antonio Del Claro (violoncelo) e Arnaldo Cohen (piano) pela Sociedade de Cultura Artística de São Paulo.

9 de agosto. Jean-Louis Steuermann sola o Concerto No.2 de Rachmaninoff com a Orquestra Sinfônica do Teatro Nacional Claudio Santoro (então chamada Orquestra Sinfônica do Teatro Nacional de Brasília), sob regência de Claudio Santoro. Cine Brasília.

10 de agosto. Jean-Louis Steuermann sola o Concerto No.2 de Rachmaninoff com a Orquestra Sinfônica do Teatro Nacional Claudio Santoro (então chamada Orquestra Sinfônica do Teatro Nacional de Brasília), sob regência de Claudio Santoro. Cine Brasília.            

20 de agosto. Concerto da Orquestra Sinfônica Brasileira sob regência de Isaac Karabtchevsky, tendo como solistas Nelson, Arthur Moreira Lima, Jacques Klein e João Carlos Martins. TMRJ.     

21 de agosto. Homenagem a Francisco Mignone, com participação da pianista Maria Teresa Madeira. Salão Nobre do Clube de Engenharia, Rio de Janeiro.

23 de agosto. Magda Tagliaferro sola o Concerto No.20 de Mozart com a Orquestra Sinfônica do Teatro Nacional Claudio Santoro (então chamada Orquestra Sinfônica do Teatro Nacional de Brasília), sob regência de Claudio Santoro. Cine Brasília. 

1º de setembro. Mônica Godoy sola o Concerto No.1 de Liszt com a Orquestra Sinfônica do Teatro Nacional Claudio Santoro (então chamada Orquestra Sinfônica do Teatro Nacional de Brasília), sob regência de Claudio Santoro. Auditório do Colégio Militar de Brasília.

3 de setembro. Recital de Nelson Freire com obras de Bach-Siloti, Brahms, Scriabin (Sonata No.4), Chopin. O recital foi precedido por uma palestra de Pedro Calmon intitulada "A obra de São Bento no mundo". Auditório do Colégio de São Bento, Rio de Janeiro. [acesse aqui o programa]

4 de setembro. Recital do Quarteto de Cordas Municipal, com participação da pianista Daisy de Luca, pela Sociedade de Cultura Artística de São Paulo.

9 de setembro. Recital do Quarteto de Cordas Municipal, com participação da pianista Daisy de Luca, pela Sociedade de Cultura Artística de São Paulo.

19 de setembro. Recital de Nelson Freire com obras de Bach-Siloti, Schumann (Carnaval), Rachmaninoff (2 Prelúdios), Scriabin (Sonata No.4), Albéniz. Este recital foi gravado e lançado comercialmente em disco. TMRJ.

20 de setembro. Roberto Szidon sola o Concerto No.3 de Beethoven com a Orquestra Sinfônica do Teatro Nacional Claudio Santoro (então chamada Orquestra Sinfônica do Teatro Nacional de Brasília), sob regência de Claudio Santoro. Cine Brasília.

21 de setembro. Soledade Arnaud sola o Concerto No.20 de Mozart com a Orquestra Sinfônica do Teatro Nacional Claudio Santoro (então denominada Orquestra Sinfônica do Teatro Nacional de Brasília), sob regência de Claudio Santoro. Cine Brasília.

26 de setembro. Concerto da Orquestra Sinfônica Brasileira sob regência de Benito Juarez, tendo como solista Antonio Guedes Barbosa. TMRJ.

4 de outubro. Ney Salgado sola o Concerto No.25 de Mozart com a Orquestra Sinfônica do Teatro Nacional Claudio Santoro (então chamada Orquestra Sinfônica do Teatro Nacional de Brasília), sob regência de Alceo Bocchino. Cine Brasília.      

7 de outubro. Concerto da Orquestra Sinfônica Brasileira sob regência de Benito Juarez, tendo como solista Arthur Moreira Lima. TMRJ. 

14 de outubro. Recital de Clara Sverner pela Sociedade de Cultura Artística de São Paulo.

12 de novembro. Recital dos pianistas Regina Normanha Martins e José Eduardo Martins pela Sociedade de Cultura Artística de São Paulo.

27 de novembro. Recital do 10º aniversário do MALB (Movimento Artístico Lúcia Branco). Lia Gualda de Sá Daltro de Almeida interpretou obras de Liszt e Francisco Mignone (Dança do botocudo). João Daltro de Almeida (violino) e  Lia Gualda de Sá Daltro de Almeida (piano) interpretaram obras de Radamés Gnattali (Ária), Henrique Oswald (Romanza) e Francisco Braga (Tango brasileiro). Na primeira parte, Judith Cocarelli proferiu uma palestra comemorativa dos 10 anos da fundação do MALB. Conservatório Brasileiro de Música, Rio de Janeiro. [acesse aqui o programa]

29 de novembro. Caio Pagano sola o Acronon de Koellreuter com a Orquestra Sinfônica do Teatro Nacional Claudio Santoro (então chamada Orquestra Sinfônica do Teatro Nacional de Brasília), sob regência do autor. Cine Brasília.

30 de novembro. Caio Pagano Lima sola o Acronon de Koellreuter com a Orquestra Sinfônica do Teatro Nacional Claudio Santoro (então chamada Orquestra Sinfônica do Teatro Nacional de Brasília), sob regência do autor. Cine Brasília.

9 de dezembro. Ney Salgado sola a Grande Polonaise Brilhante de Chopin com a Orquestra Sinfônica do Teatro Nacional Claudio Santoro (então chamada Orquestra Sinfônica do Teatro Nacional de Brasília), sob regência de Claudio Santoro. Cine Brasília.

No mundo

Marco Antônio de Almeida fica em 3º lugar no Concurso Internacional de Piano Gina Bachauer (Gina Bachauer International Piano Competition). O 1º lugar foi do americano Duane Hulbert.