1923

No Brasil

23 de fevereiro. Recital de Guido Callignani (contrabaixo) e José de Souza Lima (piano) pela Sociedade de Cultura Artística de São Paulo.

21 de abril. Lucilia Guimarães Villa-Lobos sola a Suíte para piano e orquestra (1ª audição mundial completa), de Villa-Lobos, com a Orquestra da Sociedade de Concertos Sinfônicos sob regência de Villa-Lobos. São Paulo.

5 de maio. Hylda Teixeira da Rocha (1º Prêmio do Instituto Nacional de Música) sola a Fantasia húngara, de Franz Liszt, com orquestra sob regência de Francisco Braga. TMRJ.

6 de junho. Recital de Alexander Borovsky pela Sociedade de Cultura Artística de São Paulo.

7 de julho. Iza de Queiroz Amancio dos Santos (1º Prêmio do Instituto Nacional de Música) sola o Concerto em mi maior de Moszkowski (1ª audição no Brasil), com orquestra sob regência de Francisco Braga. TMRJ.

8 de junho. Recital de Alexander Borovsky com obras de Bach, Mozart, Chopin, Debussy, e Liszt. TMRJ.

10 de junho. Recital de Alexander Borovsky com obras de Beethoven (Sonata Op.111), Liadov, Glazunov, Tchaikovsky, Weber-Tausig, Chopin, Liszt. TMRJ.

13 de junho. Recital de Alexander Borovsky com obras de Beethoven, Liszt, Albéniz, Gluck, Prokofieff, Liadov, Rachmaninoff, Brahms (Variações sobre um tema de Paganini), e De Falla. TMRJ.

14 de junho. Alfred Blumen sola a Burlesca de Richard Strauss, com a Filarmônica de Viena sob regência do autor. TMRJ.

25 de julho. Alfred Blumen sola um dos concertos de Beethoven com a Filarmônica de Viena sob regência de Richard Strauss. TMRJ.

28 de julho. Estreia carioca da pianista Magdalena Tagliaferro, interpretando obras de Bach, Mozart, Weber, Liszt, Albéniz, Debussy, Hahn, e Chopin. TMRJ.

31 de julho. Recital de Magda Tagliaferro com obras de Franck, Ravel, Hahn, Granados, Falla e Chopin. TMRJ.

11 de agosto. Recital de Magda Tagliaferro pela Sociedade de Cultura Artística de São Paulo.

13 de agosto. Recital de Michael Zadora com obras de Handel (Ária com variações), Beethoven, Bach-Zadora, Weber, Chopin (6 peças), Liszt (4 peças). Conservatório de Música de Pelotas, RS. [acesse aqui o programa, presente no Centro de Documentação Musical da UFPel]

25 de agosto. Recital de Magda Tagliaferro com obras de Chopin (Sonata No.3), Mompou, Henrique Oswald (Il neige!...), Sévérac, Honneger, Albéniz, Liszt. Salão do Instituto Nacional de Música, Rio de Janeiro.

9 de setembro. "Concerto para a mocidade, organizado pelo prof. Carlos de Carvalho". João Octaviano sola ao piano obras de Nepomuceno (Noturno), Leopoldo Miguéz (Scherzetto Op.20), Henrique Oswald (3 Estudos), e Francisco Braga (Corrupio). Carlos de Carvalho (canto) e Rivadavia Luz (piano) interpretam canções de Alberto Nepomuceno (Mater dolorosa e Xácara) e Francisco Braga (Borboletas e Catita). Humberto Milano (violino) e Barrozo Netto (piano) interpretam a Sonata para violino e piano de Henrique Oswald. Frederico Nascimento (canto) e Rivadavia Luz (piano) interpretam canções de Glauco Velásquez (Soledades, As letras, La feulle) e Villa-Lobos (Cromo - No.3 de Miniaturas; Solidão - No.1 de Historietas; A viola, No.2 de Miniaturas). Telles de Menezes (canto) e João Octaviano (piano) interpretam canções de João Octaviano (Duas almas e Os rios) e Barrozo Netto (Suprema angústia e Dorme). Barrozo Netto e João Octaviano interpretam a dois pianos o poema sinfônico Ave - Libertas!, de Leopoldo Miguéz, em transcrição para dois pianos do autor. Instituto Nacional de Música, Rio de Janeiro. [acesse aqui o programa]

18 de setembro. Recital com compositores franceses e russos. Humberto Milano (violino) e Barrozo Netto (piano) interpretam a Sonata Op.13 de Fauré. Alfredo Gomes (violoncelo) e Barrozo Netto (piano) interpretam a Sonata para violoncelo e piano de Rachmaninoff. O trio formado por Barrozo Netto (piano), Humberto Milano (violino) e Alfredo Gomes (violoncelo) interpreta o Trio Op.29 de Vincent D'Indy. Este recital fez parte de um ciclo de cinco recitais de música de câmara, com diversos músicos. Instituto Nacional de Música, Rio de Janeiro. [acesse aqui o programa do ciclo completo]

2 de outubro. Recital com compositores brasileiros. O trio formado por Barrozo Netto (piano), Humberto Milano (violino) e Alfredo Gomes (violoncelo) interpreta o Trio em fá# menor de Alberto Nepomuceno e o Trio Op.45 de Henrique Oswald. Humberto Milano (violino) e Barrozo Netto (piano) interpretam a Sonata Op.14 de Leopoldo Miguéz. Este recital fez parte de um ciclo de cinco recitais de música de câmara, com diversos músicos. Instituto Nacional de Música, Rio de Janeiro. [acesse aqui o programa do ciclo completo]

16 de outubro. Recital com compositores brasileiros. Francisco Chiaffitelli (violino) e Rossini de Freitas (piano) interpretam a Sonata-fantasia de Paulo Florence. Também foram interpretadas obras de Villa-Lobos (Quarteto No.2) e Henrique Oswald (Quarteto Op.39), pelo quarteto de cordas formado por Francisco Chiaffitelli (violino), Henrique Spedini (violino), Orlando Frederico (viola) e Alfredo Gomes (violoncelo). Este recital fez parte de um ciclo de cinco recitais de música de câmara, com diversos músicos. Instituto Nacional de Música, Rio de Janeiro. [acesse aqui o programa do ciclo completo]

21 de outubro. Recital de Alfred Blumen com obras de Mendelssohn, Mozart, Schubert, Liszt (Sonata), e Chopin. TMRJ.

30 de outubro. Recital com obras de Grieg. Alfredo Gomes (violoncelo) e Barrozo Netto (piano) interpretam a Sonata Op.36. Paulina d'Ambrosio (violino) e Barrozo Netto (piano) interpretam a Sonata Op.45. E o quarteto formado por Paulina d'Ambrosio (violino), Humberto Milano (violino), Ernesto Ronchini (viola) e Alfredo Gomes (violoncelo) interpretam o Quarteto Op.27. Este recital fez parte de um ciclo de cinco recitais de música de câmara, com diversos músicos. Instituto Nacional de Música, Rio de Janeiro. [acesse aqui o programa do ciclo completo]

16 de dezembro. 23º Concerto das classes de violino, piano, flauta e orquestra da Escola de Música Arcangelo Corelli. Hylda Santos (violino) e Alice Santos (piano) interpretam a Sonata No.2 de Sjogren. Nayr Cruz interpreta obras de Henrique Oswald (Noturno) e Chopin. Dizella A. Gomes e Souza, e Nair Paiva Cruz solam o 6º Concerto grosso para 2 pianos e orquestra de Handel com orquestra de cordas sob regência de Orlando Frederico. Também participaram do recital Maria Yara di Baracho (violino), Helena Goulart Monteiro (violino), Sylvia Borgerth (violino), Ary Ferreira (flauta), e Oscar Borgerth (violino). Salão Nobre do Instituto Nacional de Música, Rio de Janeiro. [acesse aqui o programa]

30 de dezembro. O trio formado por Rossini de Freitas (piano), Frederico de Almeida (violino) e Newton Pádua (violoncelo) interpreta o Trio em mi maior de Mozart. Barrozo Netto sola o 1º movimento do Concerto de Grieg, acompanhado por Rossini de Freitas no 2º piano. O trio formado por Ayres de Andrade Junior (piano), Frederico de Almeida (violino) e Newton Pádua (violoncelo) interpreta o Trio Op.49 de Mendelssohn. Marietta C. Barrozo (canto) interpretou canções e árias de Mozart, A. Vianna, e Massenet acompanhada ao piano por Julieta Gomes. Salão do Instituto Nacional de Música, Rio de Janeiro. [acesse aqui o programa]

No mundo

Março. Recital de João Octaviano Gonçalves com obras de compositores brasileiros. Buenos Aires, Argentina.

24 de março. Fructuoso Vianna interpreta obras de sua autoria (Prelúdio, Serenata espanhola), Arthur Napoleão (Canção sem palavras), Chopin (2 peças). A. Bianchi de Carcano interpreta obras de Schumann, Chopin e Rachmaninoff. Germaine Larrat (canto) e pianista não-identificado interpreta obras de Toselli, Lecoq, Britta. Georges Thiry (violino) e Ch. Frenay (violino) interpretam o Concerto para dois violinos, de Vioti. A orquestra do navio, sob direção de M. G. Thiry interpreta obras de Massenet e Mascagni. Pierre Cherencq declamou um monólogo. A bordo do navio Massilia, por ocasião da passagem pela linha do Equador. [acesse aqui o programa]

29 de março. Recital de Fructuoso Vianna (referido como "Primeiro prêmio do Instituto Nacional de Música do Rio de Janeiro e Palme en Or de la Couronne Belge) com obras de Scarlatti (2 Sonatas), quatro peças de compositores brasileiros não-especificados, Fructuoso Vianna (Barcarolle à l'Antique e Serenata espanhola), Arthur Napoleão (Canção sem palavras), Henrique Oswald (Barcarolle), Wagner-Bassin, Scriabin, Chopin (3 peças). A bordo do navio Massilia. [acesse aqui o programa]

29 de maio. Souza Lima (referido como "Primeiro prêmio do Conservatório de Paris") interpreta obras de Fructuoso Vianna (Prelúdio e Serenata espanhola) e Debussy (2 peças). Marcelle Demougeot (canto) e Carlos Pedrell (piano) interpretam 4 canções de Carlos Pedrell. Rubén Montiel (violoncelo) e Marcel Chadeigne (piano) interpretam obras de Glazunov, Ponce (2 peças), Böellmann (Variações sinfônicas). Maison de l'Amérique Latine, Paris, França. [acesse aqui o programa]