1917

No Brasil

20 de janeiro. Inauguração do Theatro São Pedro, em São Paulo (SP).

3 de fevereiro. Rubens Figueiredo interpreta O gato e o rato (em 1ª audição mundial), de Villa-Lobos. Salão Nobre da Associação dos Empregados do Comércio, Rio de Janeiro.

7 de fevereiro. Concerto "Femina". O trio formado por Antonietta Leite de Castro (piano), Judith Barcellos (violino) e Brazilina Bormann (violoncelo) interpreta o 2º Trio de Chaminade. Haydée Hor. Meyll (piano) e Alberto Mattos (trombeta) atuam como solistas no Septuor de Saint-Saëns. Branca Bilhar (piano) atua como solista no Wedding Cake, de Saint-Saëns para piano e orquestra de cordas. Também participaram do recital Mercedes Malaguti (canto), Anna Fandyn (canto), Noemia Gamarra (canto), coro regido por Henriqueta Silva.e uma orquestra inteiramente formada por mulheres sob a regência de Cordiglia Lavalle. TMRJ.

28 de maio. Recital do trio formado por Barrozo Netto (piano), Huberto Milano (violino) e Alfredo Gomes (violoncelo) com obras de Alberto Nepomuceno (Trio) e Henrique Oswald (Trio Op.45). Também participou do recital Carlos de Carvalho (canto) acompanhado de Ernani Braga (piano) interpretando obras de Francisco Braga (Recueillement) e Henrique Oswald (Aos sinos e Cantiga boêmia). Salão do Jornal do Commercio, Rio de Janeiro. [acesse aqui o programa]

30 de junho. "Concerto de música franco-brasileira". Nininha Velloso Guerra (piano), Mario Caminha (violino) e Darius Milhaud (violino) interpretaram a Sonata para piano e dois violinos de Couperin e a Sonata para piano e dois violinos de Milhaud. Nascimento Filho (canto) e Alberto Nepomuceno (piano) interpretaram Le miracle de la semence, de Alberto Nepomuceno, em 1ª audição mundial. Nascimento Filho (canto) e Henrique Oswald (piano) interpretaram obras de Francisco Braga (Virgens mortas) e Henrique Oswald (Aos sinos e Minha estrela). Nininha Velloso Guerra interpretou obras de Koechlin, Oswaldo Guerra (Au coeurles souvenirs pleurent confusément), Ravel (Sonatina) e dela própria (Avec les enfants No.2 - Com as crianças No.2).  Salão Nobre do Jornal do Commercio, Rio de Janeiro. [acesse aqui o programa]

9 de julho. Lucia Branco interpreta obras de Liszt (2 peças) e Juon. Nininha Leão Velloso Guerra (piano), Mario Caminha (violino) e Darius Milhaud (violino) interpretam a Sonata para piano e dois violinos, de Milhaud. Elvira de Andrade Braga (violoncelo) e Carmen de Andrade Braga (piano) interpretam obras de Schumann, Mozart, Ronchini e Popper). Candida Kendall (canto) interpretou cançõés de Rachmaninoff, Henrique Oswald (Aos sinos), Richard Strauss, Liszt e Bemberg, acompanhada por pianista não-identificado.Salão do Jornal do Commercio, Rio de Janeiro. [acesse aqui o programa]

14 de julho. "Fête nationale française". TMRJ. Darius Milhaud (violino) e Luciano Gallet (piano) interpretam a Sonata para piano e violino de Glauco Velásquez e a Berceuse (Serenade) para violino e piano de Henrique Oswald. Alberto Nepomuceno e Arthur Napoleão interpretam, a dois pianos, Variações de Saint-Saëns (provavelmente sobre um tema de Beethoven). Alberto Nepomuceno interpreta suas Variações em lá. Também participaram do recital os músicos Candide Kendall (canto), Julieta Gomes (piano). TMRJ.

23 de julho. Recital do trio formado por Barrozo Netto (piano), Huberto Milano (violino) e Alfredo Gomes (violoncelo) em que interpretaram o Trio Op.62 de Martucci. Alfredo Gomes e Barrozo Netto interpretaram a Sonata Op.19 de Rachmaninoff. E Nicia Silva (canto) interpretou canções de Borodin e Rachmaninoff acompanhada por Luciano Gallet (piano). Salão do Jornal do Commercio, Rio de Janeiro. [acesse aqui o programa]

29 de julho. Homenagem a Manoel Faulhaber.  O trio formado por Barrozo Netto (piano), Humberto Milano (violino) e Alfredo Gomes (violoncelo) interpreta o movimento Allegro non troppo do Trio em mi menor de Saint-Saëns. Ernani Braga interpreta a Valsa para piano, de Manoel Faulhaber. Alberto Nepomuceno interpreta Cloches de Noël e Folhas d'album (composta de 3 peças), de sua autoria. Arthur Napoleão e Alfredo Bevilacqua (dois pianos) interpretam Les bersagliers a Naples, de Arthur Napoleão. Luciano Gallet interpreta obras de Henrique Oswald (Sérenade grise) e Debussy. João Octaviano Gonçalves interpreta obras de Alberto Nepomuceno (Noturno) e Arthur Napoleão (Nouveau tremolo (estudo)). Também participaram do recital M. Malagutti (soprano), Frederico do Nascimento Filho (barítono), Carmen Braga (violoncelo), Francisco Chiaffitelli (violino), Carlos de Carvalho (canto), Paulina D'Ambrosio (violino), Nicia Silva (canto), Lydia Albuquerque Salgado (canto). Os acompanhamentos ao piano foram feitos por Sra. Chiaffitelli, Elvira Braga, Ernani Braga e Luciano Gallet. Salão Nobre do Jornal do Commercio, Rio de Janeiro. [acesse aqui o programa]

28 de setembro. Concerto em comemoração do 1º aniversário da Sociedade cultural Femina. Haydée Hor. Meyll sola o Concerto de Raff; e Antonietta Leite de Castro e Edith Lorena solam o Concerto para dois pianos e orquestra de Mendelssohn, com orquestra sob regência de Francisco Nunes, Participaram do evento diversos outros músicos e poetas. TMRJ.

11 de outubro. Recital de Sylvia de Figueiredo com obras de Chopin (incluindo a Sonata No.3). TMRJ.

20 de novembro. O trio formado por Sylvia de Figueiredo (piano), F. Chiaffiteli (violino) e Alfredo Gomes (violoncelo) interpreta o Trio em fá# menor de Franck. Também participaram do recital os músicos Vallin-Pardo (canto), Ernani Braga (piano), Francisco Chiaffiteli (violino) e sua esposa (piano), Sylvia de Figueiredo (piano), os declamadores Coelho Netto e Helena Rio Branco, e uma pequena orquestra formada por alunos de Chiaffiteli. TMRJ.

3 de novembro. Branca Bilhar (piano), Judith Barcellos (violino) e Carmem Braga (violoncelo) interpretam o Trio No.5 (Op.70 No.1) "Fantasma", em ré maior, de Beethoven, e o Trio No.3 Op.110, em sol menor, de Schumann. Cada uma também interpretou peças como solista. Branca Brilhar interpretou a Chacona de Bach-Busoni. TMRJ.

8 de novembro. "Homenagem a Arthur Napoleão - Festival comemorativo do primeiro concerto dado por Arthur Napoleão no Rio de Janeiro em 1857". Henrique Oswald e Alberto Nepomuceno interpretaram as Valsas humorísticas No.4, 5 e 6, de Alberto Nepomuceno, em arranjo para dois pianos feito por Arthur Napoleão. O trio formado por Barrozo Netto (piano), Humberto Milano (violino) e Alfredo Gomes (violoncelo) interpretou o movimento Moderato (Ouverture) do Trio Op.29 de Vincent D'Indy. O trio formado por Branca Bilhar (piano), Judith Barcellos (violino) e Carmen Braga (violoncelo) interpretou o 1º mov. do Trio em dó menor (Op.1 No.3) de Beethoven. Ernani Braga interpretou ao piano solo obras de Henrique Oswald (Serenatella) e Francisco Braga (Corrupio). Sylvia de Figueiredo interpretou ao piano solo duas valsas de Chopin. Helena de Figueiredo e Suzana de Figueiredo interpretaram o Scherzo para dois pianos de Saint-Saëns. Antonietta Rudge solou a Fantasia húngara de Liszt com acompanhamento de 2º piano por Arthur Napoleão. Alfredo Bevilacqua e Arthur Napoleão interpretaram, a dois pianos, I Bersaglieri a Napoli, de Arthur Napoleão. Arthur Napoleão interpretou ao piano solo a Fantasia sobre motivos da ópera A sonâmbula, de Thalberg (primeira peça executada por Napoleão em concerto realizado por Napoleão no Theatro Provisório do Rio de Janeiro, 60 anos antes, em 1857). Também participaram do recital os cantores Carlos de Carvalho, Nicia Silva, Lydia Albuquerque Salgado, Pureza Marcondes, Alberto Guimarães, Frederico Nascimento Filho, Beatrice Sherrard, a esposa de Samuel Gracie, a esposa de Ernesto Alecrim, Francis e Olga Carapebus acompanhadas por Elvira Braga, Ernani Braga e Arthur Napoleão. TMRJ. [acesse aqui o programa]

10 de novembro. Darius Milhaud (piano) interpreta Pastorale, de Magnard. Ernani Braga interpreta duas peças de Debussy, Maria Cid Guimarães interpreta duas obras de Henrique Oswald (En nacelle e Le chauve-souris). Também participaram do recital Francy de Carapebus (canto), Frederico de Almeida (violino), Marieta Bezerra (canto), Luiza Gonella (canto), Newton Padua (violoncelo), Frederico Nascimento Filho (canto). Os acompanhamentos ao piano foram feitos por Julieta Gomes, Milhaud, e Ernani Braga. TMRJ.

15 de novembro. Concerto do Instituto Nacional de Música em comemoração ao 28º aniversário da República, com a presença do presidente da República, Venceslau Brás. João Octaviano Gonçalves solou o Concerto para piano e orquestra, Op.10, de Henrique Oswald, com orquestra sob regência de Francisco Braga. TMRJ.

17 de novembro. Estreia mundial de Idílio na rede (que integra a Suíte floral), de Villa-Lobos, por Ernani Braga, no Salão Nobre do Jornal do Commercio, Rio de Janeiro. 

27 de novembro. Recital de Maria Amélia de Rezende Martins em benefício do Retiro dos Jornalistas, com obras de Bach-Busoni, Beethoven (Sonata No.21), Schumann, Schumann-Liszt, Schubert-Liszt, Chopin, Grieg, Tchaikovsky, Debussy, e Wagner-Liszt. TMRJ.

30 de novembro. 4º Concerto do Grêmio Artístico Amigos da Música sob a direção de Francisco Chiaffitelli. Suzanna, Helena e Sylvia de Figueiredo solaram o Concerto para 3 pianos de J. S. Bach, com orquestra sob regência de Chiaffitelli. TMRJ.

No mundo

l1º de abril. Nasce Dinu Lipatti em Bucareste, Romênia.

Março (provavelmente dia 18). Recital de Guiomar Novaes. Aeolian Hall, Nova York, EUA. 

18 de outubro. Guiomar Novaes sola o Concerto No.4 de Beethoven com a Boston Symphony Orchestra sob regência de Karl Muck. Sanders Theatre, Harvard University, Cambridge, Massachusetts, EUA. [acesse aqui o programa]

3 de novembro. Recital de Guiomar Novaes com obras de Bach, Chopin, Liszt, Debussy, Gluck-Sgambati, Beethoven. Aeolian Hall, Nova York, EUA.

10 de dezembro. Recital de Guiomar Novaes com obras de Chopin (Sonata No.3), Glück-Sgambati, Schumann (2 peças), Beethoven-Rubinstein, Liszt (2 peças). Y.M.C.A. Auditorium, Bristol, Maryland, EUA. [acesse aqui o programa]