2000

No Brasil

Pianistas ganhadores do prêmio APCA 2000 (Associação Paulista de Críticos de Artes): Beatriz Balzi (categoria "Instrumentista").

É inaugurada a Sala Baden Powell, no lugar do antigo Cine Ricamar, Rio de Janeiro.

Realização do 1º Concurso Nacional de Piano de Música Brasileira “Spartaco Rossi”, no Conservatório de Tatuí, SP. 1º lugar: Cristian Budu. Comissão julgadora: Leila Mutanen Tai, Gilberto Tinetti e Mauricy Martin.

20 de janeiro. Radegundis Feitosa (trombone) e Maria Teresa Madeira (piano) interpretam obras de Abdon Lyra (Fantasia), José Siqueira (Três Estudos para Trombone e Piano (I. Cadência, Allegro II. Tempo de Modinha III. Allegro Deciso)), Gilberto Gagliardi (Cantilena No.2 (I. Andante em Forma de Cadência II. Frevo)), Osvaldo Lacerda (Choro na clave de dó), José Alberto Kaplan (3 peças para trombone e piano (I. Humoresca II. Noturno III. Tarantela)), José U. da Silva (Duda) (2 danças (I. Valsa (Gizelle) II. Frevo  (Marquinhos no Frevo)). De bis, foi interpretado Espinha de Bacalhau, de Severino Araújo. Recital parte do 22º CIVEBRA (Curso Internacional de Verão da Escola de Música de Brasília). Teatro Levino de Alcântara, Escola de Música de Brasília.

21 de janeiro, Recital de Paulo Sérgio Santos (clarineta) e Maria Teresa Madeira (piano) com obras de Weber (Grande duo concertante), Piazzolla, Poulenc (Sonata para clarineta para clarineta e piano), Francisco Mignone (Concertino para clarineta e piano). Paulo Sérgio Santos (clarineta), Maria Teresa Madeira (piano) e Márcio Bahia (percussão) interpretam obras de Ernesto Nazareth (Escorregando e Apanhei-te cavaquinho), como parte do 22º CIVEBRA (Curso Internacional de Verão da Escola de Música de Brasília). Teatro Levino de Alcântara, Escola de Música de Brasília.

28 de janeiro. Maria Teresa Madeira sola a Brasiliana No.2 "Samba em três andamentos"  (I. Samba de morro II. Samba Canção III. Samba Batucada), de Radamés Gnattali, com orquestra do 22º CIVEBRA (regente não-identificado), como parte do 22º CIVEBRA (Curso Internacional de Verão da Escola de Música de Brasília). Sala Martins Penna, Teatro Nacional Cláudio Santoro, Brasília.

24 de março. Rio SESC Instrumental. Recital de Marcus Vianna (violino) e Maria Teresa Madeira (piano) com obras de Chiquinha Gonzaga (Gaúcho (Corta-jaca), Lua branca, Menina faceira, Atraente, Amapá, Quadrilha, Yayá Fazenda, etc. e tal, Cananéa, Faceiro, Não insistas rapariga, A corte na roça, Fogo foguinho, Morena, Tim Tim, Bijou, Bionne). SESC Tijuca, Rio de Janeiro.

2 de abril. Concerto da Orquestra Petrobrás Pró-Música sob regência de Roberto Tibiriçá tendo como solista Mikhail Rudy. TMRJ.

2 de abril. Recital de Arthur Moreira Lima com obras de Piazzolla. Teatro Municipal de Niterói (RJ). [acesse aqui o programa completo da temporada de abril deste ano]

5 de abril. Recital de Daniel Burlet com obras de Bach, Ravel, Beethoven, Brahms, Debussy. Teatro Municipal de Niterói (RJ). [acesse aqui o programa completo da temporada de abril deste ano]

12 de abril. Recital de Vera Astrachan com obras de Bach, Beethoven, Francisco Mignone e Schumann. Teatro Municipal de Niterói (RJ). [acesse aqui o programa completo da temporada de abril deste ano]

15 de abril. Adriano Jordão sola o Concerto para mão esquerda, de Ravel, com a Orquestra Sinfônica do Teatro Nacional Claudio Santoro, sob regência de Sílvio Barbato. Sala Villa-Lobos, Teatro Nacional Claudio Santoro, Brasília.

18 de abril. Recital de Laura Giordano com obras de Chopin, Liszt, Malipiera, Respighi, Albéniz, Gershwin, Rota. Teatro Municipal de Niterói (RJ). [acesse aqui o programa completo da temporada de abril deste ano]

18 de abril. Concerto da Orquestra Sinfônica do Teatro Nacional Claudio Santoro, sob regência de Sílvio Barbato, tendo como solista Egberto Gismonti interpretando obras suas. Sala Villa-Lobos, Teatro Nacional Claudio Santoro, Brasília.

19 de abril. Recital de André Kakowicz com obras de Beethoven, Debussy, Rachmaninoff, Villa-Lobos, Liszt. Teatro Municipal de Niterói (RJ). [acesse aqui o programa completo da temporada de abril deste ano]

26 de abril. Recital de Clelia Iruzun com obras de Beethoven, Mendelssohn, Francisco Mignone, Camargo Guarnieri, Schumann, Liszt, Verdi (provavelmente em transcrição de Liszt). Teatro Municipal de Niterói (RJ). [acesse aqui o programa completo da temporada de abril deste ano]

26 de abril. Maria Teresa Madeira atua como solista frente à Orquestra Filarmônica do Rio de Janeiro sob regência de Florentino Dias. Sala Cecília Meireles, Rio de Janeiro.

6 de maio. André von Franzunkiewicz sola o Concerto de Grieg com a Orquestra Sinfônica do Teatro Nacional Claudio Santoro, sob regência de Marcelo Ramos. Sala Martins Penna, Teatro Nacional Claudio Santoro, Brasília.

23 de maio. Marisa Tanzini sola o Concerto No.27 de Mozart com a Orquestra Sinfônica do Teatro Nacional Claudio Santoro, sob regência de Daniel Lipton. Sala Villa-Lobos, Teatro Nacional Claudio Santoro, Brasília.

29 de maio. Concerto da Orquestra Sinfônica Brasileira sob regência de Henrique Morelenbaum tendo como solista Nelson Freire. TMRJ.

29 de maio. Recital de David Ganc (flauta/saxofone) e Maria Teresa Madeira (piano). Casa de Cultura Laura Alvim, Rio de Janeiro.

30 de maio. Miguel Proença sola o Concerto No.12 de Mozart com a Orquestra Sinfônica do Teatro Nacional Claudio Santoro, sob regência de Mats Liljefors. Sala Martins Penna, Teatro Nacional Claudio Santoro, Brasília.

31 de maio. Fernanda Chaves Canaud sola o Concerto em formas brasileiras, de Hekel Tavares, com a Orquestra Sinfônica do Teatro Nacional Claudio Santoro, sob regência de Julio Medaglia. Sala Villa-Lobos, Teatro Nacional Claudio Santoro, Brasília.

3 de junho. Concerto da Orquestra Sinfônica do Theatro Municipal sob regência de Fábio Mechetti tendo como solista Arnaldo Cohen. TMRJ.

9 de junho. Recital "Um piano a muitas mãos - ajudando a carregar um piano para a Rádio MEC", com apresentação de Luiz Carlos Saroldi. Antonio Adolfo interpretou improvisações de sua autoria. Clara Sverner tocou obras de Villa-Lobos (Valsa da dor e Impressões seresteiras), Lilian Barreto e Linda Bustani interpretaram obras de Ernesto Nazareth em arranjo para duo de piano (Apanhei-te cavaquinho, Odeon, Brejeiro e Escorregando), Maria Josephina interpretou duas Valsas de esquina, de Francisco Mignone. Maria Teresa Madeira tocou 3 peças de Chiquinha Gonzaga (Lua branca, Atraente, e Biónne), Osmar Milito duas peças de sua autoria (Planalto geral e Ao amigo Tom), e uma de Legrand. Ruth Serrão 4 Prelúdios de Claudio Santoro, e 3 Prelúdios de Antonio Guerreiro (estes últimos em 1ª audição mundial). Sérgio Ricardo tocou 3 peças de sua autoria (Um abraço à Marília, Zeldo e Tocata). Carolina Cardoso de Menezes interpretou Gaúcho (Corta-jaca), de Chiquinha Gonzaga e 2 peças de sua autoria (Caboclinhos e Lembrando Nazareth). Sala Cecília Meireles, Rio de Janeiro. [acesse aqui o programa]

17 de junho. Recital de Carol McDavit (soprano) e Maria Teresa Madeira (piano). Palácio da Cidade, Rio de Janeiro.

14 de julho. Transmissão ao vivo do programa "Sala de Concerto", pela Rádio MEC. Maria Teresa Madeira substituiu a pianista Carolina Cardoso de Menezes. Produção: Lauro Gomes. Estúdio Sinfônico da Rádio MEC, Rio de Janeiro.

12 de agosto. Recital de Daniel Barenboim. TMRJ.

16 a 20 de agosto. Série "A bossa que veio do rádio". Show do Novo Quinteto, formado por Maria Teresa Madeira (piano), Marcos Nimrichter (acordeon), Oscar Bolão (bateria), Omar Cavalheiro (contrabaixo) e Henrique Cazes (guitarra). Centro Cultural Banco do Brasil, Rio de Janeiro.

17 de agosto. Recital de Maria Teresa Madeira com obras de Aloysio de Alencar Pinto (provavelmente a Suíte Sul-Americana) e Ernesto Nazareth. Auditório Vera Janacópulus, Unirio, Rio de Janeiro.

19 de agosto. Concerto da Orquestra Sinfônica Brasileira tendo como solista Arnaldo Cohen. TMRJ.

28 de agosto. Concerto da Orquestra Sinfônica Brasileira sob regência de Mendí Rodan tendo como solista Jean-Louis Steuerman. TMRJ.

31 de agosto. VI Festival Liszt – 5º Recital. “Tangos”. Recital de Maria Teresa Madeira com obras de Alexandre Levy (Tango brasileiro), Albéniz, Piazolla, Turina, Emilio Terraza (Tango), Francisco Mignone (Tango), Chiquinha Gonzaga (Bionne), Ernesto Nazareth (Fon-Fon!). Fórum de Ciência e Cultura, Rio de Janeiro.

20 de setembro. Transmissão ao vivo do programa "Sala de Concerto", pela Rádio MEC, com a pianista Carolina Cardoso de Menezes. Produção: Lauro Gomes. Estúdio Sinfônico da Rádio MEC, Rio de Janeiro.

7 de outubro. Concerto da Orquestra Sinfônica tendo como solista Arthur Moreira Lima. TMRJ.

10 de outubro. Ney Salgado sola o Concerto de Schumann com a Orquestra Sinfônica do Teatro Nacional Claudio Santoro, sob regência de Marcelo Ramos. Sala Villa-Lobos, Teatro Nacional Claudio Santoro, Brasília.

14 a 26 de outubro. "Concurso Nacional de Piano - Homenagem a Johann Sebastian Bach", do Teatro Municipal de Niterói (RJ).

17 de outubro. "Música do Brasil - Ontem e hoje". Recital do Quinteto Villa-Lobos, Trio Brasileiro, com participação da pianista Maria Teresa Madeira. Foram interpretadas obras de Villa-Lobos, Radamés Gnattali, Osvaldo Lacerda, Mário Tavares e Francisco Braga. Rio de Janeiro.

20 de outubro. Comemoração do aniversário de 40 anos de idade e 21 de carreira da pianista Maria Teresa Madeira (1º de 2 concertos). Maria Teresa interpretou ao piano solo obras de Chiquinha Gonzaga (Plangente, Bionne), Ernesto Nazareth (Fon-Fon!), Sinhô (Jura, em arranjo de Maria Teresa Madeira, inspirado no arranjo de Carolina Cardoso de Menezes), Antônio Adolfo (Valsa dos anjos), Gershwin. Maria Teresa Madeira (piano) e Oscar Bolão (percussão) interpretaram o Maple leaf rag, de Scott Joplin. Maria Teresa Madeira (piano), Omar Cavalheiro (contrabaixo) e Oscar Bolão (percussão) interpretaram Bate-papo a três vozes, de Radamés Gnattali. Rildo Hora (gaita) e Maria Teresa Madeira (piano) interpretaram obras de Rildo Hora (Alfa e Ômega) e Luiz Gonzaga e Zé Dantas (Algodão). David Ganc (flauta) e Maria Teresa Madeira (piano) interpretaram o Noturno, 1º movimento, de Nivaldo Ornellas. David Ganc (flauta), Maria Teresa Madeira (piano), Oscar Bolão (bateria) e Omar Cavalheiro (contrabaixo) interpretaram Fica mal com Deus, de Geraldo Vandré. Paulo Sérgio Santos (clarineta) e Maria Teresa Madeira (piano) interpretaram Oblivion, de Piazzola. Paulo Sérgio Santos (clarineta), Caio Márcio (violão) e Maria Teresa Madeira (piano) interpretaram O vôo da mosca, de Jacob do Bandolim. Paulo Sérgio Santos (clarineta), Maria Teresa Madeira (piano), Caio Márcio (violão) e Oscar Bolão (percussão) interpretaram 1 x 0, de Pixinguinha. Naílson Simões (trompete), Júnior (percussão), Maria Teresa Madeira (piano) e Oscar Bolão (percussão) interpretaram a Suíte Recife, de Duda. Cacala (canto) e Maria Teresa Madeira (piano) interpretaram O menino, de Cacala e Caneca. Cacala (canto), Maria Teresa Madeira (piano), Omar Cavalheiro (contrabaixo) e Oscar Bolão (bateria) interpretaram uma peça não-identificada. Marianna Leporace (canto), Cacala (canto), Deco Fiori (canto), Antônio Guapiassú (canto), Rildo Hora (gaita), Maria Teresa Madeira (piano) e Oscar Bolão (percussão) interpretaram Não sou mais disso, de Zeca Pagodinho (em arranjo de Edu Morelenbaum). O Coral da Firjan, regido por Edu Morelenbaum, com Maria Teresa Madeira (piano)  e Oscar Bolão (percussão) interpretaram Georgia on my mind, de Hoagy Carmichael e Samba do avião, de Tom Jobim (em arranjo de Alan Pierre). Sala Funarte Sidney Miller, Rio de Janeiro.

21 de outubro. Comemoração do aniversário de 40 anos de idade e 21 de carreira da pianista Maria Teresa Madeira (2º de 2 concertos). Maria Teresa Madeira interpretou ao piano solo obras de Chiquinha Gonzaga (Bionne), Ernesto Nazareth (Fon-Fon!), Leandro Braga (Madeira de lei). Pedro Amorim (bandolim) e Maria Teresa Madeira (piano) interpretaram Confidências, de Ernesto Nazareth. Pedro Amorim (bandolim), Maria Teresa Madeira (piano) e Oscar Bolão (percussão) interpretaram Brejeiro e Apanhei-te Cavaquinho, de Ernesto Nazareth. Zezé Gonzaga (canto), Pedro Amorim (bandolim), Maria Teresa Madeira (piano), Omar Cavalheiro (contrabaixo) e Oscar Bolão (percussão) interpretaram obras de Henrique Vogeler (Linda flor) e Pixinguinha (Carinhoso). Maria Teresa Madeira (piano), Omar Cavalheiro (contrabaixo) e Oscar Bolão (percussão) interpretaram Bate-papo a três vozes, de Radamés Gnattali. Eliane Tassis (canto) e Maria Teresa Madeira (piano) interpretaram Se eu quiser falar com Deus, de Gilberto Gil. Ronald Valle (canto) e Maria Teresa Madeira (piano) interpretaram Bigamia, de Alexandre Lemos e Alfredo Karam. Carlos Malta (saxofone), Maria Teresa Madeira (piano), Omar Cavalheiro (contrabaixo) e Oscar Bolão (percussão) interpretaram obras de Carlos Malta (Maracatú) e Pixinguinha (1 x 0). O Coral da Companhia de Petróleo Ipiranga sob regência de Edu Morelenbaum, com acompanhamento de Maria Teresa Madeira (piano) e Oscar Bolão (percussão) interpretaram obras de Gilberto Gil (Domingo no parque) e Ary Barroso (Aquarela do Brasil. Carolina Cardoso de Menezes interpretou obras de sua autoria (Duas Américas e Preludiando) e Zequinha de Abreu (Tico-tico no fubá) (esta foi a última aparição pública de Carolina). Também foi cantado Parabéns a você, com participação da plateia, e Oscar Bolão na percussão. Sala Funarte Sidney Miller, Rio de Janeiro.

6 de novembro. Angelin Loro sola o Concerto de Gershwin com a Orquestra Sinfônica do Teatro Nacional Claudio Santoro, sob regência de Sílvio Barbato. Sala Villa-Lobos, Teatro Nacional Claudio Santoro, Brasília.

7 de novembro. Arthur Moreira Lima sola a Fantasia para tenor, coro, piano solista e orquestra, de Firsanov, com a Orquestra Sinfônica do Teatro Nacional Claudio Santoro e o Coro do Rio Grande do Sul, sob regência de Sílvio Barbato. Palácio do Planalto, Brasília.

18 de novembro. Concerto da Orquestra Sinfônica de Köhl sob regência de Yeruham Scharovsky tendo como solista José Feghali. TMRJ.

22 de novembro. Recital de Altamiro Carrilho (flauta) e Maria Teresa Madeira (piano) com obras de Ernesto Nazareth, Pixinguinha, Chiquinha Gonzaga, Zequinha de Abreu e Sinhô. Auditório Guiomar Novaes, Sala Cecília Meireles, Rio de Janeiro.

26 de novembro. Concerto da Orquestra Petrobrás Pró-Música sob regência de Roberto Tibiriçá tendo como solista Nelson Freire. TMRJ.

7 de dezembro. "Valsas e tangos". Recital de Maria Teresa Madeira. Museu Nacional de Belas Artes, Rio de Janeiro. 

12 de dezembro. Recital de Martha Herr (soprano), José Freitas (clarineta), David Chew (violoncelo) e Maria Teresa Madeira (piano). Auditório do IBAM, Rio de Janeiro.

No mundo

Débora Halász lança parte da obra para piano de Villa-Lobos, em 4 volumes, pelo selo BIS.

27 de janeiro. Falece o pianista austríaco Friedrich Gulda.